A descoberta: como saber se você está grávida

E daí que você está menstruando todos os meses. Em uns mais, outros menos. Às vezes no dia exato, noutras demora um pouco mais… E nessa demora os peitos doem, dá uma colicazinha… E chega outro mês, e ela não chega… E sempre passam aquelas coisas na sua cabeça, então você resolve fazer um exame pra desencanar. Isso já aconteceu comigo algumas vezes. Normal… Até que o exame deu positivo! E bem-vinda ao mundo da maternagem!!!

Redundância

“Redundância”. Foto by Nate

Há 10 anos conheci um homem muito especial. Desde que nossos olhares se encontraram nos encantamos! E vi nele o pai que queria para os meus filhos: brincalhão, inteligente, ativo, disposto, solidário… Mas ficar junto não foi fácil. Nossas carreiras e família nos mantiveram na ponte aérea, com países e oceano de distância! E entre idas e vindas decidimos ficar juntos e formar uma família!

Eu tinha ovário policístico e, aparentemente, dificuldade pra engravidar. Já tínhamos tentado algumas vezes e, como não deu nada, imaginei que esse negócio não era pra mim… Então, quando apareceram duas linhas naquele palitinho, pensei: deve estar errado. Na caixa diz 99% de certeza. Mas deve estar errado!

Isso era umas 3 da manhã porque, no dia que comprei o exame, não aguentei esperar até a manhã seguinte pra testar! Meio petrificada, fui acordar o marido pra compartilhar o resultado. Ele, num sono profundo, achou que era sonho, me disse ‘parabéns’ virou pro lado e roncou.

Não preciso dizer que os minutos se arrastaram até o sol raiar e eu poder ir à farmácia antes do trabalho pra comprar mais 3 testes de marcas diferentes! E muito menos dizer que, nessa agonia, fiz o teste assim que cheguei ao trabalho. E vieram as duas linhas. De novo. De novo. E… de novo.

Aflição generalizada. Acho que nem consegui respirar nesse dia, mas lembrei que tinha uma consulta agendada com a dermato naquela tarde pra ver detalhes de um tratamento estético que estava prestes a começar! Ótimo! Ela poderia solicitar um exame de sangue, porque esse sim sabe das coisas!

E o comentário dela já foi aterrador: “minha querida, é mais fácil você ter um falso negativo (no teste de farmácia), que um falso positivo! Então esquece esse tratamento e só volte depois que tiver parado de amamentar”. Fiquei muda. Claro que ela me deu várias amostras de protetor solar e dicas de cuidados durante a gestação. Mas eu ainda estava muda.

Todo esse choque foi porque isso significava muito pra mim! Sempre sonhei em ter filho (inclusive mais de um), mas nesse momento eu não tinha planejado, eu tinha vários projetos em andamento, e um bebê mudaria tudo! O marido tinha chegado há pouco da Espanha, ainda estávamos montando o apartamento, e com muitos outros compromissos para o futuro próximo. De todos os cenários que cogitei naquela época, ser mãe não estava em nenhum deles.

E no dia seguinte saiu o resultado. E que resultado mais estranho! Imaginei que naquele envelope viria uma mensagem garrafal: “Parabéns, você está grávida”!!!! Mas não. Veio o índice do Beta HCG e umas referências indicando provável gravidez, e “procure seu médico”. Provável?! Isso quer dizer que pode não ser, certo? Por que achamos que podemos ser o 0,01% da estatística??? Depois descobri que tem uns laboratórios que informam até a quantidade de semanas de gestação conforme a quantidade desse hormônio…

Mas, enfim! Agendei com a gineco que eu conhecia que pôde me atender no mesmo dia, e lá fomos nós! Detalhe: eu já estava sentindo enjoos muito esquisitos. O marido foi me encontrar no consultório levando um lanchinho antináuseas e entramos na cabine da verdade!

Eu não poderia ter escolhido melhor profissional esse dia! Sabe aquela pessoa que ama o que faz??? Pois é! Ela emana uma energia tão boa! Me examinou, conversou com a gente e, claro, disse “Parabéns, papais”! O papai me sorriu feliz de rabo de olho dizendo “não te disse?!”, e eu, só aí, descobri/aceitei que estava grávida de verdade.

Saímos de lá com um pedido de ultrassom e pensando como/quando íamos contar a notícia à família e amigos… Mas essas são cenas para um próximo post! ;)